Como medir o nível de aprendizado dos seus colaboradores?

Lucas Loconte - especialista em operação de T&D

Entenda como aumentar e medir o nível de aprendizado de seus colaboradores e descubra como desfrutar dos benefícios de um bom processo de educação corporativa

O mercado nunca esteve tão concorrido, e o avanço rápido de novas tecnologias exige um grau cada vez mais elevado de desempenho profissional. Nesse contexto tão desafiador, é papel das empresas elevar e monitorar o nível de aprendizado de seus colaboradores.

De acordo com dados compilados pela Forbes, 70% das companhias já implementaram uma estratégia de transformação digital ou estão trabalhando em uma, sendo que 55% dos negócios que não se adaptaram acreditam ter menos de um ano para fazê-lo. 

Levando em consideração que o mesmo artigo que aponta que cerca de 70% dos processos de digitalização falham por resistência dos funcionários, faz sentido que o relatório Tendências Globais do Capital Humano 2021 da Deloitte destaque que reimaginar o trabalho é mais que automatizar tarefas, mas sim reconfigurar e aprimorar as capacidades humanas. 

Com a necessidade de atualização e aprimoramento contínuos, os negócios estão assumindo um verdadeiro papel de educadores, mas para que as metodologias de ensino sejam realmente efetivas, é indispensável dispor de uma avaliação de aprendizagem como processo contínuo e formativo.

Entenda como esses níveis podem ser monitorados, sua importância para as organizações e para a vida profissional de seus membros e conheça a melhor plataforma disponível na área. 

Conceitos de nível de aprendizado 

Uma cultura de aprendizagem corporativa é imprescindível para as empresas que desejam elevar seu grau de competitividade e obter o melhor desempenho de seus profissionais. Para certificar-se que as metodologias de ensino realmente valem o investimento realizado, também é fundamental verificar os resultados obtidos por meio delas. 

A realização de pesquisas, exames de certificação, questionários e discussões podem ser importantes para determinar se o processo de aprendizagem realmente teve impactos sobre a rotina, produtividade e vida profissional dos funcionários.

Um dos métodos que têm mais sucesso entre as organizações é o Modelo de Avaliação Kirkpatrick, que se baseia em 4 níveis de medição com indicadores específicos para determinar a eficácia dos treinamentos. 

Níveis de avaliação de aprendizado 

Confira quais são os 4 níveis de aprendizado citados acima, suas aplicações e impactos sobre o processo de avaliação contínua da aprendizagem:

Nível 1 - Reação

A ideia desse nível é medir como os colaboradores reagiram ao processo de treinamento e qual foi a sua relevância. Para isso, são aplicados questionários simples ou discussões individuais, feitas antes e depois do programa para coletar as percepções ligadas à experiência de aprendizado.

As perguntas devem conferir uma boa visão sobre como o aprendizado foi recebido entre os profissionais e se existem gargalos. Sendo assim, elas podem discorrer sobre pontos fortes e fracos do treinamento, se o curso foi relevante e de bom entendimento, quais foram as principais lições obtidas, e assim por diante. 

Nível 2 - Aprendizagem

No segundo nível, o objetivo é determinar quais foram as habilidades e novos conhecimentos obtidos pelos funcionários durante o treinamento. 

Essa avaliação do processo de aprendizagem serve para determinar se o programa atende os objetivos propostos, se realmente gerou domínios úteis entre os colaboradores para a organização e se existem pontos passíveis de melhorias.

Dessa maneira, algumas métricas são utilizadas em conjunto, como:

  • Pontuações de avaliações durante e depois do treinamento;
  • KPIs de desempenho;
  • Avaliações aplicadas de aprendizado;
  • Relatório do supervisor;
  • Teste de certificação. 

Nível 3 - Comportamento

Por sua vez, o nível de comportamento, como o próprio nome indica, visa avaliar como o programa de treinamento influenciou a atitude dos colaboradores na empresa. Em geral, procura-se compreender como os conteúdos aprendidos são implementados no trabalho e o quão confiantes os funcionários estão em relação a eles. 

Os métodos de avaliação podem incluir feedbacks de colegas e gerentes, grupos de foco, observação laboral, autoavaliações, KPIs de produtividade e até pesquisas junto aos clientes.

Nível 4 - Resultados

O nível de resultados reúne métricas mais tangíveis e precisas para a empresa obtidas a partir do treinamento, como a melhoria de qualidade, ganho de produtividade, retenção de colaboradores, aumento de vendas, etc. 

Para isso, os indicadores devem estar mais ligados ao desempenho do quadro interno e da organização como um todo, envolvendo pontos como índice de satisfação dos consumidores, qualidade e rendimento do trabalho, resultados gerais do negócio, e assim por diante.

Objetivos das avaliações 

O principal objetivo da cultura de aprendizagem e das metodologias de ensino estipuladas a partir dela é aprimorar as habilidades dos profissionais, seu engajamento e retenção, bem como a produtividade em prol do negócio.

Por isso, o objetivo de avaliar qualquer nível de aprendizado é determinar aspectos como:

  • Se o treinamento foi relevante para o desenvolvimento de novas habilidades e conhecimentos entre os colaboradores;
  • Se os funcionários se tornaram aptos a aplicar os conteúdos aprendidos em prol de um trabalho mais produtivo;
  • Se os aprendizados geraram benefícios em conformidade com os objetivos estipulados durante seu planejamento.

Com esses pontos atendidos, é possível ter certeza de que os investimentos no processo de aprendizagem valeram a pena. Entretanto, caso as expectativas não forem atendidas, fica evidente que o processo precisa ser revistos de alguma maneira.

A partir das métricas levantadas nos diferentes níveis de aprendizado, os gestores e o RH podem identificar falhas, possíveis melhorias e adequações para que a qualificação seja continuamente melhor e mais efetiva. 

Como medir o nível de aprendizado com a Skore? 

Atenta à importância de um bom nível de aprendizado nas organizações, bem como da avaliação contínua de aprendizagem para garantir sua eficiência, a Skore oferece uma plataforma que atende às principais demandas da área.

Para garantir uma avaliação da aprendizagem como processo contínuo e formativo, a Skore ainda permite testar diferentes experiências, de acordo com a diversidade da audiência e a partir de diferentes conteúdos. 

Com isso, ainda é possível obter relatórios práticos e intuitivos, que oferecem insights completos para otimizar as metodologias de ensino empregadas e aprimorar continuamente a vida profissional, o desempenho e a satisfação do seu time. 

Os diferentes relatórios permitem monitorar a porcentagem de adoção aos treinamentos, a base ativa de alunos, total de acessos, missões concluídas, engajamento dos usuários, entre outros dados de suma importância para determinar o impacto das ações. 

Já os exames e atividades podem ser acompanhados por gráficos completos, com suas médias de notas, exames realizados com seu respectivo conteúdo, data de conclusão, usuário e nota, relação das questões com mais erros para eventuais ajustes, entre muitas outras possibilidades.

Em termos de engajamento, é possível obter inúmeros insights por conteúdo e por usuário, monitorar os acessos aos materiais, seus níveis de interação, e assim por diante.

São inúmeras abas com filtros específicos, gráficos, relatórios e índices, que permitem avaliar como são os resultados das ações de aprendizagem estabelecidas pela empresa, sua aceitação diante dos alunos, pontos passíveis de melhorias, entre outras demandas que permitem proporcionar a melhor experiência possível, de acordo com os objetivos de aprimoramento do seu negócio. 

Finalidades e vantagens de um bom aprendizado 

Por meio de um bom processo de aprendizagem, monitorado e aprimorado continuamente, uma série de benefícios podem ser garantidos para as organizações, como:

  • Aprimoramento de habilidades necessárias para o desenvolvimento da empresa;
  • Incentivo a comportamentos e posturas alinhadas ao negócio;
  • Engajamento dos colaboradores com a cultura organizacional;
  • Desenvolvimento de melhores profissionais, gestores e líderes;
  • Aumento da produtividade e do engajamento;
  • Ganho de conformidade quanto a métodos e procedimentos;
  • Alinhamento quanto às transformações e evoluções do mercado.

Se você gostou de saber mais sobre os níveis de aprendizado e seus meios de avaliação, não deixe de aplicá-los por meio da plataforma que é referência em educação corporativa. Clique aqui e saiba mais sobre as possibilidades oferecidas pela Skore.

Comentários