Como treinar equipes para a diversidade nas empresas

Rico Katayama - especialista em Gestão de RH

A sua empresa realiza treinamentos de diversidade? Você sabe a importância de promovê-los? Confira os detalhes e práticas mais importantes sobre o tema!

Promover treinamentos de diversidade é uma ação de suma importância para garantir empresas mais plurais, humanas e igualitárias. 

Quer entender melhor a importância desse tipo de ação e os melhores meios para promovê-la? Confira a seguir!

Importância da diversidade nas empresas

Construir um ambiente corporativo diverso e que respeita as diferenças garante um nível menor de conflitos, o que é refletido em colaboradores mais engajados e felizes em suas rotinas.

Nesse sentido, todos os profissionais passam a ter oportunidades iguais dentro do negócio (e são incentivados a reforçar essa percepção entre os colegas), sejam eles negros, gays, lésbicas, trans e assim por diante. 

O objetivo vai além do compartilhamento de diferentes visões, percepções e ideias, e inclui o próprio engajamento das equipes, assim como a retenção e o desenvolvimento de talentos.

A boa convivência também melhora o clima organizacional, o que aumenta a sensação de segurança, reduz os índices de turnover e garante que o potencial dos profissionais seja utilizado ao máximo.

Segundo uma pesquisa divulgada na Harvard Business Review, a diversidade e inclusão nas empresas faz com que os colaboradores aumentem em 17% seu engajamento e se sintam mais dispostos a executar mais do que é previsto em suas funções.

Em relação ao coletivo, o mesmo estudo aponta que 50% dos conflitos são reduzidos em relação às corporações que não priorizam um quadro interno mais diverso. Como resultado direto desses diferenciais organizacionais, está a melhoria da imagem corporativa perante o público interno e externo, o que aumenta as oportunidades competitivas.

Como resultado dessa transformação interna também está o aumento da produtividade e dos lucros. De acordo com um levantamento da McKinsey & Company, quem se atenta à importância da diversidade nas empresas tem lucratividade até 35% maior do que concorrentes do mesmo setor.

O que é treinamento de diversidade? 

O treinamento de diversidade é aquele que aborda as diferentes características presentes nos grupos de pessoas que fazem parte de uma organização. Para isso, são levantadas questões como cor, etnia, raça, idioma, religião, nacionalidade, orientação sexual, gênero, capacidade física e mental, entre outras que caracterizam os indivíduos.  

O objetivo desses treinamentos é garantir que as diferenças sejam aceitas e que novas perspectivas sejam abordadas a partir da visão do outro. Além do trabalho conjunto ser favorecido, sempre livre de preconceitos ou pré-julgamentos. 

Os treinamentos em diversidade preparam as pessoas para que entendam quando uma atitude é preconceituosa. O objetivo é que essas ações sejam ativas na eliminação de tratamentos desiguais e enxerguem a si mesmas em uma perspectiva plural dentro da organização. 

Outra finalidade importante do treinamento de diversidade é refletir como as pessoas são representadas na sociedade através de livros, filmes, novelas ou séries de TV, e até mesmo nas ações de divulgação e comunicação da própria empresa.

De maneira geral, podemos dizer que esse tipo de ação é efetiva quando consegue: 

  • Evitar meras listas de atitudes ou proibições, buscando construir um entendimento real sobre a diversidade;
  • Promover uma cultura organizacional inclusiva, livre de divisões ou da priorização de determinados indivíduos em detrimento de outros;
  • Deixar de lado a ideia de simplesmente “tolerar” as diferenças para realmente abraçá-las, entendendo que as particularidades de cada pessoa são importantes para a construção do todo.

Como aplicar na sua empresa? 

Listar regras ou estipular proibições não é uma ação eficiente para promover a diversidade. Afinal, isso só faz com que os colaboradores enxerguem o treinamento de maneira superficial ou mesmo negativa. 

A construção efetiva desse tipo de ação depende de algumas prioridades, que incluem:

  • Definir como o programa será desenvolvido, levando em consideração o entendimento sobre diversidade e sobre a organização, e estipulando meios para que interações positivas e respeitosas sejam priorizadas no ambiente de trabalho;
  • Garantir que o treinamento de diversidade seja contínuo. Ou seja, que não ocorra apenas em uma data pontual ou uma vez ao ano;
  • Trabalhar de maneira conjunta. Assim, engajando todos os funcionários para que atuem juntos na construção de um ambiente mais respeitoso e diverso;
  • Criar objetivos comuns, com base nas percepções dos próprios colaboradores e nas demandas que os mesmos acreditem que devam ser sanadas;
  • Promover uma avaliação de necessidades, com a participação de todos para que apontem o que precisa ser resolvido (o que viabiliza a criação dos objetivos);
  • Delimitar tópicos de discussão, garantindo que todos tenham voz ativa e não sintam-se excluídos ao tratar sobre cada um deles;
  • Incluir todos os níveis de hierarquia. Isso vai desde os cargos menores até os mais elevados, para que os impactos sejam sob toda a cultura organizacional;
  • Contratar especialistas em treinamento de diversidade, com experiência e qualificação para que todas as ações adotadas sejam realmente efetivas. 

Tipos de treinamentos para a diversidade 

Os meios com que a diversidade nas empresas é difundida impactam diretamente o quanto é bem-sucedida a construção de um ambiente inclusivo.

Isso significa que, mais que estipular bons conceitos de treinamento, é preciso se ater ao formato com que ele será realizado e se sua capacidade de engajamento é realmente eficiente.

Confira alguns tipos comuns de treinamento de diversidade e suas particularidades: 

  • Aprendizado remoto: trata-se do treinamento à distância, que pode ser mais bem difundido em empresas com diversas unidades ou com um grande número de colaboradores. Além disso, garante que as pessoas consigam ter flexibilidade para acessá-lo no tempo mais conveniente, dando mais atenção aos temas propostos. 
  • Microlearning: dentro do aprendizado remoto, está o microlearning, em que os ensinamentos são compartilhados de maneira breve, por meio de pequenas “pílulas” de conteúdo, dessa forma é possível que o aluno consiga planejar seus próprios horários de estudo, otimizando o seu próprio tempo de ensino .
  • Gamificação: faz com que o treinamento ocorra na forma de um jogo, em quando diferentes grupos devem trabalhar juntos para alcançar um objetivo ou resolver um problema. É excelente em termos de engajamento e interação.

A promoção da diversidade e da inclusão nas empresas é indispensável para criar ambientes de trabalho mais plurais, igualitários e dotados de diferentes perfis de talentos, capazes de cooperar entre si, engajar-se em objetivos comuns e de desenvolver ao máximo seus potenciais.

Para que isso seja possível, é fundamental que as organizações adotem meios efetivos para a promoção do respeito e da igualdade em seus quadros internos, por meio de plataformas inovadoras de aprendizado e especialistas na área que contribuam para treinamentos mais efetivos e realmente transformadores. 

A Skore é a solução definitiva para o aprendizado digital da sua empresa, e pode ser a ferramenta perfeita para engajar os seus colaboradores no seu treinamento de diversidade. Clique aqui e saiba mais!

Comentários