Indicadores de treinamento: o que é e como aplicá-los

Lucas Loconte - especialista em operação de T&D

Descubra o que são indicadores de treinamento, sua importância para o RH e por que investir no uso dessas métricas é essencial para o seu negócio

Uma equipe de Recursos Humanos empenhada sempre busca estratégias para otimizar o funcionamento interno de um negócio e para trazer mais conhecimento e novas capacidades aos colaboradores. 

Por meio dos indicadores de treinamento é possível ter mais conhecimento de como andam esses investimentos e se realmente o time de RH está alcançando os objetivos da empresa.

Por isso, neste artigo vamos explicar o que são indicadores de treinamento e qual a sua importância para o empresário. Além disso, vamos mostrar também quais são as principais KPI’s dessa capacitação e como medir os índices por meio do T&D (Treinamento e Desenvolvimento).

Se você ficou interessado no assunto, continue por aqui e acompanhe!  

O que são indicadores de treinamento e qual a sua importância?

Acredita-se que para o colaborador aumentar a sua produtividade, basta apenas ter vontade própria. Mas, sem incentivos, muitas vezes os empresários tradicionais acabam frustrados e simplesmente formam times que não vestem a camisa do negócio.

Contudo, com o empenho das equipes de treinamento é possível construir programas de T&D para os colaboradores, que os incentivem a tomar os objetivos da empresa como dores próprias e realmente trabalhar com gosto naquele espaço. 

Nesse instante, os indicadores de treinamento são os maiores aliados. Isso porque, por meio de um monitoramento e análises é possível saber se o investimento com cursos, webinares e até mesmo palestras estão trazendo resultados positivos ou não para a empresa. 

Mas por que investir no uso de métricas?

As métricas, em meio a isso, são os melhores índices para saber se o treinamento está desenvolvendo bons resultados entre os colaboradores. 

Por meio de números, medições e demais estratégias, a equipe de RH consegue observar onde a capacitação mais atinge e realmente realiza a mudança. 

Quais são as principais KPI’s de treinamento? 

No instante de realizar um treinamento, o time de RH precisa estar ciente sobre as metodologias que as KPI’s aplicam para mostrar os resultados. Com essa medição é possível entender o que está sendo benéfico para a aprendizagem dos colaboradores e o que pode ser descartado nesses momentos. 

Por isso, separamos dois tópicos para explicar quais são os principais indicadores de treinamento e como avaliar se o funcionário realmente está aderindo ao objetivo da empresa. Confira!

Indicadores de treinamento específicos 

Em primeiro lugar separamos os indicadores de treinamento específicos. Essas são as mudanças que ocorrem no colaborador, de forma que mude o seu lado pessoal e afete, consequentemente, no profissional. 

Aliás, mesmo que as pessoas digam que isso não interfere no trabalho, o RH sabe que é importante que o colaborador esteja envolvido de corpo e alma com o negócio. 

Aproveitamento individual

Você que trabalha no RH ou até mesmo com o T&D deve observar o aproveitamento individual de cada colaborador. Por meio dessa análise é possível saber se o treinamento foi realmente eficaz ou não entre os funcionários. 

Investimento por pessoa

Além disso, é importante analisar qual foi o investimento por pessoas. Muitas vezes, os indicadores de treinamento apresentam resultados pequenos para a quantidade que foi gasta. Isso, com o tempo, pode ser um prejuízo para o negócio. 

Média de aprendizado

A média de aprendizado também é outra forma de avaliar o resultado de um treinamento. Por meio de testes de aplicação e situações semelhantes é possível que o time de RH analise se os funcionários realmente absorveram as informações. 

Reação dos participantes

É importante também utilizar a reação dos participantes para fazer a avaliação do treinamento. Por meio de uma alta adesão, por exemplo, é possível ver se os participantes realmente ficaram engajados com a temática ou não. Contudo, caso haja grande evasão, é visto que o evento não foi tão bom quanto se esperava. 

Taxa de abandono

A taxa de abandono é uma das métricas mais eficazes para analisar se o treinamento realmente está sendo incentivador e se os colaboradores estão animados em aprender. Caso haja uma taxa de abandono grande, certamente a capacitação não está sendo interessante aos funcionários. 

Taxa de adesão

Por último, a taxa de adesão também interfere nos indicadores de treinamento. Visto que, se os colaboradores não se interessam em participar, mostram como a temática deste evento é pouco interessante para eles. 

Lembre-se: é importante sempre oferecer algo que seja da busca desses funcionários, mas que também alcance o objetivo da empresa.

Indicadores de treinamento gerais

Além dos indicadores de treinamento específicos, existem também os gerais, que servem para realizar as métricas de um grupo maior. 

Essas medidas devem ser aplicadas em qualquer empresa para que o setor de RH tenha os resultados obtidos com os treinamentos e saiba onde investir ou deixar de apostar. 

Colaboradores alcançados

O primeiro passo para realizar essa métrica é analisar o número de colaboradores alcançados durante o período de treinamento e desenvolvimento. 

Por meio desses resultados é possível entender se as estratégias tomadas para o crescimento profissional desse funcionário foram boas ou não. 

Indicadores de negócio

Além disso, é de suma importância que haja também os indicadores de negócio. É preciso ficar claro nos números que os colaboradores estão aderindo ainda mais aos objetivos da empresa e convertendo o seu conhecimento para resultados dentro do negócio. 

Imagine, por exemplo, que você realizou um treinamento sobre atendimento especializado ao público. Se houve um grande aproveitamento e você viu que os funcionários realmente estavam aplicando esse aprendizado, certamente esse é um indicador de que eles aproveitaram a capacitação. 

Investimento total em T&D

Sem dúvidas, investir no T&D é fundamental para qualquer organização. Esse é o setor que se responsabiliza por criar as metodologias e demais estratégias, que vão atingir o colaborador e fazer com que ele se capacite cada vez mais para o negócio. 

Média de temas por pessoa

É possível realizar o cálculo por meio da média de temas por pessoa dentro da empresa. 

Imagine que você trabalhe com 200 funcionários e que cada treinamento tenha saído a 5 reais para a empresa. Diante do custo final é possível entender quantos participaram e qual foi a média por tema.

Tempo médio por pessoa

Por fim, semelhante à estratégia acima, é possível também aplicar a média gasta pelo RH pelo tempo. Se você contratou uma equipe de T&D e eles passaram do horário planejado, certamente os resultados serão mais satisfatórios, uma vez que os colaboradores demonstraram mais interesse no treinamento.

Ao longo deste conteúdo conseguimos entender que adotar medidas de indicadores de treinamento é uma estratégia fundamental. Afinal, elas mostram os resultados da capacitação para os funcionários de uma empresa e realmente apresenta as KPIs que esse negócio obteve durante o período de aprendizagem. 

Comentários