O que são serious games?

João Cunha - especialista em estratégias de T&D

Conheça a tendência dos serious games nos treinamentos corporativos, alguns exemplos de sua aplicação, principais benefícios e métodos de implementação

Você sabe o que são serious games?

Antes de explicar esse termo, vamos dar um passo para trás e tocar em um dos pontos que está relacionado aos principais avanços da área de treinamento e desenvolvimento (T&D), a gamificação. 

De acordo com a Pesquisa Game Brasil 2020, 73,4% dos brasileiros utilizam alguma plataforma eletrônica para jogar. Dos 28,6% que as usaram para treinamentos corporativos gamificados, 91,7% afirmaram ter impactos positivos em suas rotinas de trabalho.

Ainda que o método empregado nos jogos sérios seja um pouco diferente da gamificação em si, a ideia é exatamente a mesma: impulsionar a experiência de aprendizagem e empregar as interações dos games para fixar novos conhecimentos e habilidades de forma mais eficiente e estimulante entre os colaboradores.

Mas, o que são os serious games e como se divergem dos treinamentos gamificados? Neste artigo, vamos explicar melhor esse conceito, dar alguns exemplos de sua aplicação e mostrar como você pode implementá-lo no seu negócio. 

Entenda o que são serious games

A grande maioria dos profissionais de Recursos Humanos (RH) estão familiarizados com a ideia de gamificação, que procura trazer experiências lúdicas e interativas para melhorar a capacidade de absorção de conteúdo entre os funcionários.

Ao integrar elementos de jogos nos treinamentos, como missões, rankings e fases, as aprendizagens gamificadas se tornam mais desafiadoras, estimulantes e até mesmo divertidas, o que aumenta muito os níveis de interesse, participação e de eficiência das estratégias.

Quando empregamos um sistema de pontuações no T&D, por exemplo, estamos agregando apenas uma característica dos games nos programas realizados, e não exatamente promovendo os jogos em si. 

É exatamente nesse ponto que os serious games se diferenciam da gamificação, pois eles não trazem apenas elementos “jogáveis”, mas sim os jogos propriamente ditos. 

Como ocorre nos games em geral, a diversão também está presente nesses jogos, mas o objetivo é sempre ir além do entretenimento por meio de vivências que favoreçam a educação, o desenvolvimento de habilidades e os treinamentos corporativos em geral.

Isso significa que os serious games assumem o formato tradicional de um jogo, mas deve garantir alguma aprendizagem específica de acordo com os objetivos para o desenvolvimento de equipes.

Com esses jogos direcionados à educação, os conceitos podem ser assimilados de maneira mais efetiva, estimulando a tomada de decisões dos jogadores, fazendo que assumam papéis diferentes em cenários específicos, criem estratégias para superar desafios e assim por diante.

Veja alguns tipos de jogos sérios educacionais 

Os serious games não se resumem a jogos especificamente direcionados ao treinamento e à qualificação. Os games “comuns” podem assumir diferentes formatos e promover diversos tipos de experiências, assim como os cursos in company. O mesmo ocorre com os serious games, que são encontrados em uma infinidade de opções, objetivos e jogabilidades. 

Para demonstrar seu uso e importância para os alunos, selecionamos alguns exemplos populares, capazes de divertir e educar e de transformar aprendizado em performance nas companhias:

Valentes ao Mar

Para começar, vamos falar do jogo brasileiro vencedor da medalha de ouro do 2020 International Serious Play Awards. 

Sua história leva os jogadores ao tempo das grandes navegações, associando os desafios dos descobrimentos nos mares às dúvidas e incertezas geradas pela transformação digital.

Voltado à educação corporativa, o game traz diversos desafios dinâmicos que visam preparar as pessoas para cenários de constantes mudanças e adaptações. 

Beergame

Por mais que sejam uma grande tendência atual de T&D, os serious games são utilizados há décadas pelas empresas.

O Beergame foi criado no final dos anos 50 e se organiza em formato de tabuleiro. Ao simular uma cadeia produtiva cervejeira, ele instiga os jogadores a otimizar o estoque, o atendimento de demanda e as finanças de uma empresa fictícia. 

Seus desafios incluem o aprimoramento da gestão financeira, do gerenciamento de times e do trabalho em equipe, sendo muito utilizado em negócios das áreas administrativas e de engenharia de produção. 

Digestix

Ressaltando as inúmeras possibilidades dos jogos sérios, o Digestix é voltado à educação e desenvolvimento nas áreas de saúde e nutrição. 

Nele, os jogadores precisam organizar os órgãos do corpo humano para que o sistema digestivo funcione e os alimentos possam ser digeridos adequadamente.

O ganho de pontos está associado à absorção de nutrientes em toda a cadeia orgânica que é simulada no game, que se torna perfeito para qualificar os usuários sobre o funcionamento dos órgãos no trato digestivo e sobre alimentação. 

Outros tipos

O que diferencia o conceito de serious games dos jogos educacionais é o fato de que seus diferentes tipos podem ser direcionados a inúmeros focos, como publicitários e políticos, por exemplo.

Eles podem ser encontrados em diversas categorias atualmente, mas as mais populares delas incluem as próprias educativas (que são o foco deste artigo), os advergames e os jogos sérios militares.

Os advergames simulam ações de marketing, e seu objetivo é a divulgação de marcas, empresas, produtos e até opiniões. Os jornalísticos seguem a mesma lógica, mas o foco está nas notícias e nos editoriais sobre certos acontecimentos.

Por fim, como o próprio nome sugere, os games militares são aqueles que visam treinar participantes do exército, marinha ou aeronáutica, para que estejam melhor preparados para suas operações. 

Sabia que os serious games podem ser aplicados nos programas de T&D?

Os jogos sérios fazem com que o aluno deixe de ter um papel passivo na sua jornada de aprendizagem, tornando-o mais engajado e estimulado na busca por novos saberes e experiências.

Mais que ganhar a atenção e o interesse dos colaboradores, os games simulam situações reais do trabalho, o que melhora seu pensamento criativo, seu desempenho na tomada de decisões e seu entendimento sobre os impactos gerados por suas ações.  

Outro ponto importante é que, como em qualquer jogo, os participantes precisam superar desafios, conquistar pontos e passar de fases. Isso se torna bastante desafiador com o passar do tempo, e a diversão inerente a todo o processo torna tudo mais prazeroso, de forma que as habilidades e os conhecimentos são buscados pelo próprio indivíduo de forma mais natural e que lhe gera interesse contínuo. 

Os serious games proporcionam todos os elementos que garantem o sucesso e o engajamento das estratégias de T&D, mas sua implementação exige alguns cuidados especiais. Saiba quais são eles no próximo item. 

Confira como aplicar na sua empresa

A implementação dos jogos sérios depende de cuidados análogos a qualquer ação de T&D. Ou seja, é preciso garantir que eles sejam alinhados aos objetivos de aprimoramento do negócio, tenham um bom planejamento, as ferramentas certas e sejam avaliados constantemente em prol de ajustes e melhorias.

As etapas básicas que sua empresa deve seguir para utilizar os serious games nos seus treinamentos são:

  1. Mapeamento de necessidades: que serve para avaliar quais são as demandas da empresa e o que deve ser aprimorado entre os profissionais para que elas sejam atendidas. Ações eficientes só são possíveis com objetivos bem definidos;
  2. Planejamento: delimita como será a estratégia adotada, com seu orçamento, abrangência, cronograma e o próprio tipo de jogo a ser empregado nas ações de qualificação;
  3. Preparo: com o jogo e todo o programa definido, certifique-se de disponibilizar as ferramentas necessárias, que podem incluir plataformas digitais, dispositivos específicos, login e senha para os usuários, etc.;
  4. Piloto e implementação: antes de implementar o jogo na estratégia geral de T&D, teste-o com um grupo menor, para identificar gargalos e corrigi-los antes que o game seja usado por todos;
  5. Avaliação: feedbacks constantes são fundamentais para compreender como os colaboradores percebem os games e o que precisa ser ajustado. Além disso, métricas de adesão, avaliações de aprendizado, taxas de abandono, ROI, entre outras, são importantes para garantir a melhoria contínua da sua estratégia. 

Agora que você já sabe o que são serious games e qual a relevância deles para o seu negócio, não deixe de integrá-los à melhor plataforma personalizada de aprendizagem digital do mercado. Clique aqui e explore todos os benefícios oferecidos pelo Skore.

Comentários