Quais são as principais tendências do EaD corporativo?

Lucas Loconte - especialista em operação de T&D

Modalidade ganha cada vez mais força nos programas de treinamento e desenvolvimento ao aliar tecnologia com objetivos bem definidos de aprendizagem

A educação a distância vem ganhando mais força no ensino regular e dentro das empresas. As instituições de ensino superior investem cada vez mais dinheiro em tecnologias que tornam a experiência para o estudante cada vez mais completa, enquanto que as empresas aproveitam a criação de novas tecnologias para construir um ambiente único e que reforce o crescimento dos seus colaboradores.

Neste artigo, vamos te mostrar quais são as principais tendências do EaD corporativo e como implementá-lo na sua empresa. Bora lá?

Principais tendências do EaD corporativo

Com as inúmeras possibilidades que o ensino a distância oferece, é possível destacar as mais utilizadas e principais tendências dentro do mundo empresarial e que servem como recursos para treinamentos e capacitações.

Separamos 7 tendências que podem servir para a empresa em que você trabalha ou te inspirar a criar o seu programa de T&D. São elas:

Ensino híbrido

O ensino híbrido é um modelo de aulas que intercalam encontros remotos e presenciais. Com esse formato, é possível variar ainda mais o número de recursos usados para aplicar os conteúdos e também sair do comum, que é ficar sempre na mesma modalidade.

Sala de aula invertida

O modelo de sala de aula invertida também pode ser aplicado no ensino a distância. Essa prática permite que todos compartilhem o seu conhecimento, independente de ser aluno ou professor. Uma pessoa pode falar o que sabe sobre determinado assunto e ajudar outra que está no mesmo ambiente.

Aplicado a distância, os alunos podem falar sobre um conteúdo específico na frente da câmera para todos, como se fosse um debate. Os outros estudantes também têm direito de falar e explicar o que entendem sobre a matéria. É uma troca de conhecimento

Isso também é possível em grupos de WhatsApp, Telegram e outros aplicativos de mensagem, em que cada um envia o que conhece sobre o conteúdo e chegam a um consenso sobre o que é certo e errado.

Gamificação

A gamificação é uma técnica de aplicar dinâmicas e jogos para estimular a participação das pessoas em aulas, treinamentos ou até mesmo processos seletivos. A intenção é engajar os envolvidos com práticas lúdicas, que buscam solucionar um problema que é levantado na hora.

No EaD, aplicar a gamificação é interessante para fugir de aulas monótonos e para incentivar a participação ativa dos alunos. As chances de engajar a turma e deixar o conteúdo mais interessante são maiores com essa prática.

Microlearning

O microlearning é uma metodologia que aplica conteúdos em pequenas unidades de aprendizagem, sem sobrecarregar o aluno. As atividades também são desenvolvidas para serem feitas em um prazo menor de tempo. 

Aprendizagem aumentada e realidade virtual

Uma tendência bastante interessante principalmente para as empresas que querem treinar os seus funcionários fora do ambiente de trabalho é a aprendizagem aumentada e a realidade virtual.

A realidade virtual é usada a maior parte do tempo com óculos 3D, em que cenários fictícios são colocados à nossa frente. Já a realidade aumentada pode ser utilizada em diversos dispositivos, como o nosso próprio smartphone, em que objetos reais são substituídos por imagens virtuais.

Curadoria de conteúdo

Os responsáveis pelos treinamentos e capacitações podem realizar uma curadoria de conteúdo e entregar materiais, recursos e outras ferramentas de aprendizagem que sejam de qualidade, escolhidas a dedo por especialistas na área.

Isso é primordial para que se crie uma jornada de ensino, que desenvolva novas habilidades entre os funcionários e qualifique-os ainda mais.  Sem essa ajuda de profissionais do ramo, as ferramentas podem se tornar rasas e não atingir o nível de conhecimento que a empresa estava buscando.

Nos treinamentos a distância, realizar essa curadoria é importante para evitar a disseminação de materiais rasos, que não trazem nenhuma informação relevante. Além disso, ajuda também a observar quais videoaulas não estão bem gravadas e podem ser melhoradas para o meio digital.

Adaptive learning

O adaptive learning busca entender quais são as lacunas de conhecimento dos alunos por meio de provas de nivelamento. Com base nos resultados dessa avaliação é possível desenvolver materiais dedicados à necessidade dos estudantes e assim ver se eles melhoram ou não.

Esse é um processo contínuo, que deve ser repetido sempre para otimizar os conhecimentos dos alunos. No EaD, existem plataformas que analisam minuciosamente o desempenho de cada pessoa durante as provas, como avaliando o tempo gasto para cada questão.

Quais são os benefícios do EaD corporativo?

A modalidade remota permite que os treinamentos e capacitações sejam mais flexíveis para ambas as partes. Além de oferecer uma amplitude dos recursos e dar novas oportunidades de aprendizagem por parte dos funcionários.

As empresas que adotam o EaD oferecem ferramentas extras para que os colaboradores desenvolvam as suas habilidades e para que haja uma  produtividade de qualidade dentro do ambiente de trabalho. 

Além disso, há um custo mais baixo de implementação dos treinamentos remotos, sendo uma boa opção para o bolso do empresário.

Já em relação aos colaboradores, a flexibilização permite que se habilitem ainda mais para o cargo que desempenham dentro da empresa e tenham uma economia de tempo considerável nesse processo. Uma vez que não é necessário se deslocar para um espaço físico e pegar meios de transporte, trânsito e suportar outras situações fora de casa.

Como implementar o EaD corporativo na sua empresa?

Para implementar o ensino a distância corporativo na sua empresa é preciso entender quais são as dificuldades dos colaboradores, as necessidades da organização e identificar quais são os melhores métodos para aquele ambiente de trabalho.

Fazer isso não é uma tarefa fácil, por isso é primordial que haja a parceria de uma empresa especializada em EaD e que faça esse procedimento passo a passo. A Skore, por exemplo, conecta treinamentos a resultados e oferece uma experiência única de aprendizagem digital para os colaboradores de uma empresa!

A plataforma oferece multiexperiências aos funcionários de uma empresa e permite que eles se desenvolvam cada vez mais. Para saber mais sobre a solução da Skore, clique aqui

Dicas para implementar o EaD corporativo na sua empresa

Já buscou por uma prestadora especializada? Viu qual melhor se encaixa nos interesses da empresa em que você trabalha? Agora é hora de colocar tudo em prática! Veja dicas sobre como implementar o EaD no meio corporativo.

Use este artigo para acompanhar a empresa prestadora de serviços e analise se tudo está sendo aplicado corretamente.

Identifique uma necessidade e o público-alvo

Para o início de um treinamento EaD é preciso identificar qual a necessidade dos colaboradores e destrinchá-los para selecionar os melhores recursos.

Essa necessidade pode ser um problema recorrente dentro do ambiente corporativo, uma lacuna de conhecimento que atinge a todos os membros de uma mesma equipe ou até mesmo a baixa produtividade que atinge os resultados da empresa. Mas, independente de qual seja o motivo, é preciso tê-lo muito bem delimitado. 

É essencial que você também conheça as pessoas com quem está trabalhando e seja responsável por organizar um treinamento adequado para o perfil desse público. Sem isso, pode acontecer dos funcionários não se sentirem representados com o conteúdo e mostrarem desinteresse.

Então sempre procure entender quem forma o time que precisa de treinamento, quais são as suas características profissionais, saber quais são as suas dores, entre outras questões importantes sobre o perfil de um grupo.

Escolha o formato adequado

O formato adequado também é primordial na aplicação do EaD corporativo. Nem todas as empresas possuem funcionários que se sentem bem com treinamentos em formato de gamificação, por exemplo.

É possível usar metodologias como microlearning para empresas que querem investir em treinamentos mais curtos ou também no adaptive learning, que visa nivelar o conhecimento de todos e avaliar como está a aprendizagem dos funcionários.

O processo de experimentação de treinamentos é uma forma ideal de entender qual a personalidade desse público-alvo e saber que estratégia, seja de microlearning à realidade virtual, que atende melhor às expectativas de todos.

Produza um conteúdo de qualidade

Os conteúdos desenvolvidos para o EaD não podem ser rasos e muito menos fugir do interesse dos colaboradores de uma empresa. Mesmo que existam diferentes recursos para aplicação, é importante suprir as necessidades dos funcionários com materiais que sejam relevantes.

Para isso, faça uma curadoria após gravar as videoaulas, faça roteiros para conteúdos que serão apresentados ao vivo e sempre revise todo o material que será enviado. Nunca utilize também recursos que não são necessários para aquele momento.  

Distribua o treinamento

Para que o treinamento virtual seja eficaz é necessário fazer uma distribuição justa, que atenda a quem mais precisa de ajuda no primeiro momento. Problemas como lacunas no conhecimento, habilidades defasadas ou curva de esquecimento acentuada podem vir em primeiro lugar, mas sempre com uma estratégia linear, que comece dos poucos e vá aumentando de nível. 

É importante salientar que todos devem participar de um treinamento. Porém, existem aqueles públicos com mais necessidade e outros que podem vir depois. Mas todos precisam participar deste momento. 

Avalie os resultados

Para encerrar, a implementação de tudo que aprendemos sobre EaD dentro de uma empresa precisa passar pela mensuração dos resultados. Analisar as métricas é uma maneira de entender se os treinamentos realmente geraram resultados e o que pode ser melhorado nesse trajeto.

Por meio dessa análise, torna-se mais fácil entender o que realmente vale a pena aplicar no ensino a distância e quais métodos podem ser descartados para uso de uma empresa. Com essa constante avaliação, torna-se mais fácil treinar funcionários e transformá-los em profissionais cada dia melhores.

Conclusão

Agora que você já entendeu mais sobre o EaD corporativo, está na hora de buscar os melhores parceiros no mercado e implementar modelos de aprendizagem de qualidade, com plataformas eficientes, que dão multiexperiências para os colaboradores da empresa em que você trabalha.

Aproveite para conhecer a Skore, especialista neste assunto, e veja um pouco sobre os nossos serviços!

Comentários